Top_default

Horta escolar

E M E F PROF NUBIA BENTES PICANCO | TERRA SANTA - PA

Projeto da Equipe

Ideias:

Reconstruir a horta para contribuir com uma alimentação saudável, proporcionando uma escola sustentável.

Atividades:

A própria reconstrução da horta; palestras com nutricionista; e a prática com os alunos na horta.

Desejos:

Que a merenda escolar seja realmente mais saudável, utilizando os alimentos produzidos na horta.

Pessoas:

Envolve toda a equipe escolar (docentes, funcionários e alunos).

Novidades da Equipe

07. O que você achou do Percurso Ar?

28
Nov

Já terminamos o Percurso Ar! Mas nossa ação está apenas começando... \o/

Então, que tal nos ajudar a melhorar os percursos do Edukatu? Escreva abaixo o que você achou do Percurso Ar. Conte pra gente o que você aprendeu, o que gostou mais e o que podemos melhorar para os próximos percursos. Vamos lá?

Blank

Resposta:

o percurso ar foi muito gratificante aprender e aprender, analisar nosso ar e como podemos contribuir para isso ocorrer...

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

06. Campanha no ar!

28
Nov

Agora que vocês já planejaram tudo, é hora de colocar a mão na massa!

Com a campanha pronta, você precisa agora disseminar o que aprendeu, fortalecendo as ações do seu projeto.

Poste abaixo uma foto que demonstre como sua equipe executou a campanha ou o link para um vídeo de vocês em ação. Se quiser, poste também um texto contando pra gente o que achou de fazer uma campanha.

13_02_21_fazendo_campanha
Blank

Resposta:

fazer uma campanha é algo primordial pra divulgação de qualquer objetivo, no entanto não é tarefa tão fácil é preciso planejamento, nós fizemos divulgação apenas na escola em sala de aula tendo como certeza que os alunos serão nos emissores e divulgadores do objetivo que precisamos

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

05. Campanha

28
Nov

Com as ideias da sua equipe mais claras, vamos falar de campanhas?!

Você já participou de alguma? E você sabe por que as pessoas organizam campanhas?

Para começarmos a pensar sobre o assunto, conheça abaixo o cartaz feito pelo grupo Fast, Free & Fun, que mantém uma página no Facebook (o link é uma página do Facebook, confirme se você pode acessá-la com sua conta). Gostou do cartaz? O que ele traz de inovador?

Conheça também a campanha contra o aquecimento global organizada pelo Akatu em parceria com o jornal Metro.

Está na hora de fazer a nossa. Que tal liderar uma campanha para que mais pessoas adotem alternativas mais sustentáveis de transporte ou para diminuir as queimadas? Ou ainda para conscientizar sobre a poluição do ar e saúde?

Escreva abaixo: O que vocês estão preparando? Como estão organizando tudo? Quais resultados esperam alcançar?

Você e sua equipe podem fazer um texto, um vídeo ou mesmo um desenho. Ou tudo junto. E publicar no espaço abaixo.

Compartilhem as ideias com outros participantes do Edukatu e vejam se alguém tem mais sugestões bacanas para vocês! Essa rede permite a troca! Experimente isso!

Assista...

393498_342519859172182_779916187_n
Blank

Resposta:

fazer uma campanha é um procedimento muito educativo no entanto há momentos que não há como ir além da escola nossa campanha ocorreu dentro da escola conscientizando os próprios alunos e pedindo que eles levem até suas casa e conscientizem a família.

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

01. Escolha objetos e monte o seu balde!

28
Nov

Vamos colocar a mão na massa e colocar os aprendizados em prática?

1.Você e sua equipe devem escolher três objetos de seu cotidiano. Vale tudo: caneta, lápis, borracha, giz, caderno... Basta que sejam coisas concretas e façam parte do seu dia a dia. Coloque-as dentro de um balde, que vai guardar esses objetos até o fim das atividades.

2.Agora, vamos enfeitar o balde? Vale colagem, pintura, etiquetar, grafite... fica a critério de vocês como personalizar o seu projeto.

Terminou? Tire uma foto do balde e publique aqui pra gente ver como ficou!

Medium_dsc_0000005

Resposta:

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

01. Diário de Mesa

28
Nov

Você é o que você come? Você sabe o que come? Muitas vezes comemos sem parar para pensar o que estamos comendo. Será que você sabe quais alimentos estão mais presentes no seu dia a dia?

Vamos fazer uma experiência? Anote todos os alimentos que você comeu e bebeu durante um dia. Não esqueça de anotar a quantidade (uma colher, um copo, um pedaço) e como foi preparado (assado, frito ou cozido, comprado pronto, feito em casa ou em restaurante). Registre tudo, tudinho mesmo, desde de um pedacinho de bolo até um copo de água.

Aproveite para compartilhar com uma foto com a gente, ou desenhar uma de suas refeições.

A lista está pronta? Escreva abaixo para mandar pra gente suas anotações.

Blank

Resposta:

uma porção de cuscuz uma xícara de café um copo de agua uma porção de feijão uma porção de arroz um pedaço de bife uma porção de macarrão verdura- tomate, alface, pepino, cenoura, beterraba um copo de água um copo de suco uma poção de doce uma porção de sopa um copo de agua

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

03. Entrevista

11
Nov

Vamos ver o que as pessoas sabem sobre o ciclo de vida dos objetos e seus efeitos em termos de emissão de gases e poluição do ar?

É simples, basta levar o balde de sua equipe para algum lugar público - um parque, a rua, um centro comercial - e pedir às pessoas que estiverem ali para escolher um dos objetos e contar para você do que ele é feito, onde foi produzido e como foi transportado.

Ou então aprofundar o tema, batendo papo com um especialista no controle de emissão de gases durante o processo produtivo ou na produção de um dos objetos que vocês escolheram.

Registre as respostas: vale gravar um vídeo ou fazer um texto e tirar fotos. As respostas podem te surpreender!

Compartilhe conosco sua(s) entrevista(s) publicando no YouTube e colando o link abaixo(se for vídeo) ou postando abaixo (se for texto e fotos):

Blank

Resposta:

Divertido e informador, essa atividade proporcionou sabermos o quanto as pessoas utilizam diversos tipos de materiais que contém o plástico o papel a borracha,no entanto faz-nos refletir que mesmo utilizando os mesmo não conhecem de onde vem e o único destino que a maioria dar aos objetos quanto não os utilizam são a queima , o lixo, utilizamos perguntas tais como: Você sabe de onde vem o plástico? Onde você deposita as embalagens que não usa mais? Sabe qual é o ciclo do balde? Sabe qual é o ciclo do lápis? E o ciclo e material do caderno você sabe?

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

10. Desafio para sua equipe!

11
Nov

Você e seus amigos conseguiram cumprir a atividade anterior? Então vocês já podem se reunir e partilhar as experiências do grupo! Escolham os seguintes itens:

  • Uma descoberta curiosa
  • Uma descoberta agradável (por exemplo: uma nova área de lazer ou uma parte de um parque que era desconhecida)
  • Uma descoberta positiva para o meio ambiente (por exemplo: lixeiras de coleta seletiva na porta de um estabelecimento)

Escolheram? Hora de compartilhar!

Façam um novo post mostrando essas três descobertas! Não esqueçam de dizer qual é a cidade de vocês!

Blank

Resposta:

Uma descoberta curiosa: conhecer o EDUKATU, aprender sobre o meio ambiente, aprender o ciclo de ida dos objetos. Uma descoberta agradável: Saber que se pode contribuir com o meio ambiente e a vida sustentável começando com pequenos hábitos. Uma descoberta positiva: Conhecer os materiais que se pode reciclar e seleciona-los para diminuir a quantidade de lixo.

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

03. Desafio

11
Nov

Chegou a hora de um desafio para o grupo:

Você e sua equipe devem tirar fotos que mostrem como está a situação do ar onde vocês vivem.

Depois devem escolher juntos as 4 melhores imagens que mostram esta realidade e postar. Cada integrante pode postar 1 foto.

Se sua cidade tem áreas poluídas e outras onde o ar tem melhor qualidade, mostrem estas diferenças!

Se não for possível tirar fotos, vale desenhar ou mesmo gravar um vídeo utilizando uma câmera ou celular!

Foto_arque_respiro2
Medium_dsc_0000001

Resposta:

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

04. Como seriam?

23
Out

Agora que você já descobriu o que os outros pensam sobre o ciclo de vida das coisas, que tal ir além?

Provavelmente, parte das coisas que você escolheu para o seu balde são feitas de plástico.

Mas nem sempre foi assim: o plástico como conhecemos hoje tem menos de um século. O que nos leva à pergunta dessa atividade: Se essas coisas não fossem de plástico, como seriam? O que mudaria? Como embalaríamos as coisas?

Assista ao vídeo abaixo para entender melhor. Vale também pesquisar, usar sua criatividade e responder em texto ou em desenho, como você preferir. Publique sua resposta abaixo:

Assista...

Blank

Resposta:

E se não existisse plástico? Produziríamos tanto lixo quanto e continuaríamos poluindo - mas com outros materiais. A maior vantagem, na prática, é que alguns aparelhos seriam mais bonitos. A natureza estaria livre de dejetos que demoram até 450 anos para se decompor. Haja lixo. A Associação Brasileira da Indústria do Plástico prevê que cada brasileiro consumirá 46 kg de plástico em 2015. Um mundo sem ele seria, então, o Éden dos ambientalistas? Nem tanto. Sem as vantagens do plástico, nossos alimentos teriam menos segurança e os aparelhos eletrônicos se pareceriam com as televisões dos nossos avós. Além disso, haveria mais gente vivendo no campo. Seria uma viagem no tempo. "O plástico é relativamente novo. Seu uso em larga escala não tem nem um século", diz a pesquisadora Mara Lúcia Siqueira, do Laboratório de Embalagem e Acondicionamento do Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Em 1950, a produção mundial era de 1,5 milhão de toneladas, uma mixaria se comparada às atuais 265 milhões de toneladas por ano. Sem o plástico, voltaríamos a usar mais vidro, papel e madeira. O que, por outro lado, poderia gerar novos problemas. Se hoje a taxa de devastação da Amazônia brasileira é de 18%, em um mundo sem plástico ela seria maior. Afinal, continuaríamos consumindo e poluindo. E a economia sofreria um baque. Nos Estados Unidos, a Associação da Indústria do Plástico estima que ele empregue 900 mil pessoas e movimente US$ 341 bilhões por ano. Só o Brasil exportou US$ 1,5 bilhão e importou US$ 3,3 bilhões em produtos plásticos em 2011. Eles vão de embalagens a materiais de construção e até sandálias femininas. Diga alô aos tamancos! Vida de plástico Voltaríamos no tempo como na série Mad Men. Só para ver que ele não é tão vilão Volta ao campo Sem o plástico, e com o uso alternativo de materiais de origem vegetal, haveria mais empregos nas zonas rurais para abastecer a demanda. O trabalho seria puxado. O plástico trouxe muitas facilidades à agricultura. Por exemplo, sistemas de irrigação levam plástico nas mangueiras, dutos e canais. Sem ele (e sem as estufas, que também têm plástico), seríamos mais dependentes do clima. Assim, a variedade de comida no mercado diminuiria. Futuro de vidro O bioplástico, feito à base de amido de milho, entre outros, seria uma alternativa sustentável popular. Mas ele custa até quatro vezes mais que plástico, então encareceria muitos produtos. Além dele, teríamos mais vidro, em várias formas. Cientistas franceses criaram um material orgânico e maleável com as mesmas propriedades do vidro tradicional. Monitor de mogno Computadores seriam de metal ou madeira, com dispositivos internos adaptados à nova realidade, feitos de silicone, por exemplo. De madeira também seriam os fones de ouvido, como os da marca thinksound. E todos trabalhariam como a americana Beth Terry, autora do livro Plastic-Free (sem versão no Brasil). Ela abandonou canetas de plástico, adotando lápis e caneta tinteiro. Canecas substituiriam copos descartáveis. E a falta da garrafa térmica impulsionaria o café fresquinho. Viva! Pau na máquina Sem plástico, aparelhos eletrônicos poderiam ser mais pesados. Isso porque eles teriam madeira no lugar, como os eletrodomésticos de antigamente. Ao mesmo tempo, parafernálias que hoje são excêntricas seriam normais, como o eco-amp, um amplificador para iPhone de papelão, ou ainda as capas de cortiça para tablets. Aumente a garagem Automóveis seriam parecidos com os grandões da década de 1950, feitos quase inteiramente de aço. Hoje em dia, o plástico está em 50% da composição dos veículos. Eliminando-o, os carros pesariam o dobro e, consequentemente, gastariam até 35% a mais de combustível. Quanto mais pesado um automóvel, mais poluente. Vilão carismático A ilha de lixo do Pacífico, composta basicamente de plástico, seria muito menor. Mas as vitórias verdes seriam poucas. Sem plástico, usaríamos mais borracha e alumínio, que demoram até 500 anos para se decompor. "O que está errado é o exagero do uso", diz Monica Pilz, coordenadora do Instituto 5 Elementos, que divulga práticas sustentáveis.

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

02. De onde vêm as coisas?

23
Out

Agora é hora de saber mais sobre o ciclo de vida das coisas e a quantidade de água que ele consome.

Você já parou para pensar que a vida de um produto não começa ali, na prateleira do mercado? E não acaba quando você termina de consumir? Há toda uma cadeia de atividades para que isso aconteça, e todas tem impactos no meio ambiente e na sociedade. Isso é o que chamamos de ciclo de vida desse produto. Assista ao vídeo abaixo, produzido pela Braskem, que te ajuda a entender mais sobre esse conceito.

Em seguida, você e sua equipe devem partir para a pesquisa, e buscar em sites e livros ou perguntando para seus professores, como funciona o ciclo de vida dos produtos que escolheram na atividade anterior - incluindo o balde!

Algumas perguntas podem ajudar a orientar suas buscas: que tipo de de recurso natural foi utilizado para produzir este produto? Estes recursos são renováveis ou não renováveis? Quanto de água foi consumida em sua produção? Este produto tem características mais sustentáveis? Este produto tem uma vida útil longa? Este produto pode ser reutilizado e transformado em outra coisa no fim de sua vida útil? Como deve ser seu descarte correto?

Façam um esquema simplificado do ciclo de vida de cada produto - pode ser texto, desenho, história em quadrinhos, foto - e publiquem aqui:

Assista...

Medium_p1010035

Resposta:

A designação "plástico" origina-se do grego plassein e exprime a característica dos materiais quanto a moldabilidade (mudança de forma física). Adota-se este termo para identificar materiais que podem ser moldados por intermédio de alterações de condições de pressão e calor, ou por reações químicas. O primeiro acontecimento que levou à descoberta dos plásticos foi o desenvolvimento do sistema de vulcanização, por Charles Goodyear, em 1839, adicionando enxofre à borracha bruta. A borracha tornava-se mais resistente ao calor. O segundo passo foi a criação do nitroceluloide, em 1846 por Christian Schönbein, com a adição de ácido sulfúrico e ácido nítrico ao algodão. O nitroceluloide era altamente explosivo e passou a ser utilizado como alternativa à pólvora. Posteriormente, foi desenvolvido o celuloide com a adição da cânfora. Esse novo produto tornou-se matéria-prima na fabricação de filmes fotográficos, bolas de sinuca, placas dentárias e bolas de pingue-pongue. Em 1909, Leo Baekeland criou a baquelite, primeiro polímero realmente sintético, podendo ser considerado, portanto, o primeiro plástico. Era resultado da reação entre fenol e formaldeído. Tornou-se útil pela sua dureza, resistência ao calor e à eletricidade. Na década de 30 foi criado um novo tipo de plástico: a poliamida ou comercialmente chamada de Nylon.2 Após a Segunda Guerra Mundial foram criados outros, como o dácron, o isopor, o poliestireno, o polietileno e o vinil. Nesse período, os plásticos se difundiram no cotidiano das pessoas de tal forma a não ser possível imaginar o mundo de hoje sem eles.

0
0
aprox. 5 anos
Publicado por Marciele Sá Azevedo

Fase Liberada!

O professor liberou a Fase Única do Fundamental 2 no SOS Água do circuito Estilos Sustentáveis de Vida

Vá agora para a atividade

Fase Liberada!

O professor liberou a Fase Única do Fundamental 1 no SOS Água do circuito Estilos Sustentáveis de Vida

Vá agora para a atividade

Fase Liberada!

O professor liberou a Fase 2 do Fundamental 2 no Turma que Recicla do circuito Estilos Sustentáveis de Vida

Vá agora para a atividade

Fase Liberada!

O professor liberou a Fase 1 do Fundamental 2 no Turma que Recicla do circuito Estilos Sustentáveis de Vida

Vá agora para a atividade

Fase Liberada!

O professor liberou a Fase 2 do Fundamental 1 no Turma que Recicla do circuito Estilos Sustentáveis de Vida

Vá agora para a atividade

Membros

Thumb_sq_default
E M E F PROF NUBIA BENTES PICANCO
TERRA SANTA, PA