2
Out/14

por Instituto Akatu

Pensando nisso, o projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, lança a campanha #anunciapramim. Pais, avós, educadores, padrinhos e todos aqueles que se preocupam com as crianças podem aproveitar a data e manifestar seu desagrado às empresas que continuam anunciando para o público infantil. Quem assistir a uma publicidade que fale diretamente com a criança e tente persuadi-la para a compra de um produto ou serviço, pode mandar uma carta para a empresa, manifestando sua contrariedade.

Como faz?
Basta acessar o hotsite www.anunciapramim.com, informar nome e e-mail (que não será divulgado), e dizer qual empresa a pessoa flagrou e que está anunciando para crianças. Os dados servirão de base para uma carta, que será encaminhada para a empresa citada, solicitando que ela pare com a ilegalidade das mensagens publicitárias e passe a dirigir sua comunicação aos adultos.

A carta também pede para que a empresa assuma a vanguarda na construção de práticas institucionais verdadeiramente sintonizadas com a ideia de garantir uma infância plena. Do lado direito da página, os internautas poderão acompanhar quais empresas estão recebendo a maior quantidade de cartas.

A ação conta com o apoio do Instituto Akatu e de outras organizações como Idec, Proteste, ACT+, Milc (Movimento Infância Livre de Consumismo), Rebrinc (Rede Brasileira Infância e Consumo), Conectas Direitos Humanos e Intervozes.

Espalhe a ação por aí!

Leia mais:
"Consumismo infantil: na contramão da sustentabilidade"

Publicado por Luciana Vilas Boas
da Equipe 100% do alimento

0 Comentários

Filtre por Conteudo!

Post em destaque

O passo-a-passo do consumidor consciente

No Dia do Consumidor, comemorado em 15/03, o Akatu indica roteiro com 6 perguntas que orientam o consumo consciente no cotidiano

Arquivo

2012