Tratar sobre a sustentabilidade nas escolas inclui uma série de práticas e ensinamentos que abordam caminhos para uma vida mais sustentável. Devido à crescente relevância desse tema, ele precisa ser abordado no ambiente escolar, pois nos deparamos com a escassez de recursos naturais e a degradação ambiental.

Precisamos lembrar que, além de seu protagonismo junto a suas famílias, as crianças e os jovens de hoje serão os futuros tomadores de decisão, sejam eles políticos ou eleitores, cientistas ou empresários. Para isso, eles precisam entender as causas e consequências dos problemas e entender as ações, como a utilização dos recursos naturais sem prejudicar o meio ambiente. Eles têm, junto com a geração atual, a escolha de começar a proteger o planeta agora.

Na atualidade, muitos educadores e educadoras concordam que o ensino deveria evoluir para uma perspectiva mais integrada e clara, em que as disciplinas conversem entre si, ao invés de compor áreas isoladas do conhecimento. Com isso, os debates sobre a interdisciplinaridade escolar e como ela pode contribuir para um ensino mais eficaz estão em pauta.

Nesse sentido, as novas tecnologias educacionais podem contribuir para a implementação do ensino interdisciplinar e para a melhoria da educação. A interdisciplinaridade proporciona um ensino mais completo e ajuda a melhorar sua qualidade. Ainda, permite que estudantes desenvolvam a capacidade de relacionar conhecimentos, estimula a criatividade e desperta o interesse. Como resultado, toda a comunidade escolar ganha uma visão mais completa e aplicada dos aprendizados.
Segue abaixo algumas sugestões para trabalhar a sustentabilidade, de modo interdisciplinar na escola:

Estilos Sustentáveis de Vida (para Ensino Fundamental):

Reciclaki: O aplicativo do Edukatu proporciona reflexão sobre os recicláveis e entende também o trabalho do catador de materiais recicláveis. Este aplicativo pode ser baixado gratuitamente para abordar a temática nas aulas de Biologia, Geografia e História, por exemplo. Ao trazer informações sobre os tipos de resíduos e sua separação em vidro, papel, metal e plástico e o quanto os nossos hábitos contribuem para um meio ambiente mais sustentável. Também é possível conhecer a história do Movimento Nacional dos Catadores(as) de Materiais Recicláveis (MNCR) para promover debates direcionados junto ao jogo.

Alimentos (para Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio):

Rango Mania e Desrotulando são aplicativos do Edukatu que podem ser utilizados na aula de Biologia para abordar sobre alimentação saudável e sustentável.

Você conhece todos os ingredientes dos alimentos que come? O “Desrotulando” você pode scannear os produtos pelo código de barras e ver uma lista de informações sobre os alimentos que consumimos. Com este aplicativo você pode ver rapidamente o que está na composição do que foi comprado, com avaliações detalhadas destes produtos.

Já o aplicativo “Rango Mania” foi desenvolvido para ajudar jovens e crianças na conscientização e ainda, mobilizá-los na adoção de melhores práticas na alimentação, usando a leitura dos rótulos como uma das fontes de informação.

Ambos os aplicativos podem funcionar como ponto de partida para compreender diferentes realidades e contextos familiares de alimentação dos alunos, além de estimular conversas em grupos sobre mudanças para hábitos alimentares mais saudáveis. O(a) educador(a) pode pedir que os alunos façam uma tabela ou lista de alimentos que poderiam substituir dentro de cada realidade, com a orientação a respeito das informações nutricionais e de impacto ambiental.

Atmosfera (para Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio):

Em inglês, pode ser trabalhado na disciplina conjuntamente a Geografia e Química, o aplicativo Standard Atmosphere foi feito para calcular a atmosfera padrão. Através dele, obtém temperatura, pressão, densidade, velocidade do som, umidade absoluta, pressão de vapor e ponto de orvalho, dependendo da altitude e velocidade.

Ao abordar sobre o tema, pode-se trazer também sobre pressão atmosférica e os demais cálculos (Química), por meio da língua inglesa presente no aplicativo e com outros aspectos importantes da Geografia, como exemplo, a importância da atmosfera para difusão e manutenção das formas de vida da Terra.

Como vimos, a utilização de aplicativos como recurso didático e pedagógico é possível e cada vez mais presente na realidade da sala de aula, de maneira a suprir a necessidade do desenvolvimento cognitivo do educando durante o processo de aprendizagem, visando a complementação da proposta pedagógica pretendida.

Os recursos de ensino incluem todo e qualquer instrumento usado no processo de ensino e são projetados para inspirar e aproximar os alunos do processo de ensino. Um recurso indispensável para educadores, já que torna a sala de aula mais estimulante e próspera, resultando em um aprendizado mais completo.

MAIS APLICATIVOS

1) Germ Kombat: Nesse jogo, você será o agente responsável por eliminar germes e bactérias das mãos dos estudantes de sua escola. Você receberá diferentes equipamentos conforme for avançando no jogo e não deve deixar nenhum estudante ficar de fora. Você topa o desafio?

2) Super Elektrus: Com ajuda de suas luvas especiais o jogador deve acabar com todo o consumo desenfreado de energia.

Para acessar mais outros apps com temas diversos, clique aqui.

Referências

Aplicativos educacionais para usar em sala de aula. Disponível em: https://porvir.org/300-aplicativos-educacionais-abertos-para-usar-em-sala-de-aula/.

Utilização de aplicativos educacionais como recurso didático pedagógico. Disponível em: https://painel.passofundo.ifsul.edu.br/uploads/arq/201807021803311579237863.pdf.

28/04/2022

Publicado por Moderador edukatu
das Equipes Conhecendo o Edukatu

0 Comentários

Filtre por conteúdo

Post em destaque

O passo-a-passo do consumidor consciente

No Dia do Consumidor, comemorado em 15/03, o Akatu indica roteiro com 6 perguntas que orientam o consumo consciente no cotidiano

Arquivo

2012