Estima-se que cada brasileiro descarta uma média de 2,6 quilos de lixo eletrônico anualmente. Em setores industriais, comerciais ou produtivos que utilizam muitos equipamentos, os números são ainda maiores. (1)

O Plano Nacional de Resíduos Sólidos, de 2010, regulamentou o descarte de resíduos em geral, e disposições especiais foram estabelecidas para o lixo eletrônico. O descumprimento dessas regulamentações pode resultar em multas para o(a) empreendedor(a) e danos à imagem da organização.

Um dos principais impactos ambientais negativos do descarte inadequado de lixo eletrônico é a poluição do meio ambiente por substâncias nocivas, incluindo metais pesados como mercúrio, berílio e chumbo, que são extremamente prejudiciais à saúde de humanos, animais e plantas. Se dispositivos como baterias, placas eletrônicas, celulares, monitores e componentes de computadores forem jogados no lixo geral, essas substâncias são liberadas, podendo contaminar o solo e os lençóis freáticos.

De acordo com especialistas, os fabricantes devem apontar as formas e meios corretos de destinar os resíduos, inclusive oferecendo planos de coleta e logística reversa para lidar com o lixo eletrônico. A recomendação do IEEE (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos) é que, primeiramente, os consumidores busquem informações sobre as políticas de descarte indicadas pelos próprios fabricantes. Contudo, cabe ressaltar que por lei toda empresa fabricante e estabelecimento comercial que comercializa eletroeletrônico, precisa ter um sistema de logística reversa desse produto, indicando para o consumidor o ponto de coleta ou possuindo o ponto de coleta no estabelecimento.

Para os casos em que essa opção não funciona, outra solução é buscar as autoridades locais: várias cidades do Brasil buscam oferecer esquemas de coleta de lixo eletrônico, como o sistema de coleta de resíduos volumosos, informalmente divulgado como cata-treco, que de forma esporádica coleta com a passagem de um caminhão específico pelo bairro. Ou, pelo menos, terão alguma indicação dos melhores destinos para os resíduos. Muitas cidades já possuem programas de coleta e reciclagem de lixo eletrônico. O ideal é separar o lixo eletrônico em casa e descartá-lo adequadamente.

Conta pra gente aqui nos comentários como funciona o descarte de lixo eletrônico na sua cidade! :)

Referências

(1) Fonte: GLOBAL E-WASTE MONITOR 2020

Como descartar lixo eletrônico. Veja dicas para fazer de forma correta. Disponível em: https://www.techtudo.com.br/listas/2020/12/como-descartar-lixo-eletronico-veja-dicas-para-fazer-de-forma-correta.ghtml.

Descarte corretamente os rejeitos eletrônicos. Disponível em: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/descarte-corretamente-os-rejeitos-eletronicos,0cedd15a9567d410VgnVCM1000003b74010aRCRD.

19/07/2022

Publicado por Moderador edukatu
das Equipes Conhecendo o Edukatu

3 Comentários

Thumb_sq_default

Gleiciane

Geralmente tem os lixos coletivos. Onde precisa ser desencantado adequadamente.

1
0
3 meses

Thumb_sq_globo_edukatu_best

Moderador

Isso aí, Gleciane! Como tem funcionado na sua cidade? Conta pra gente!

0
0
3 meses

Thumb_sq_default

Mailza

Acredito que com mais divulgação e locais adequados teremos menos lixo eletrônicos

1
0
3 meses

Filtre por conteúdo

Post em destaque

O passo-a-passo do consumidor consciente

No Dia do Consumidor, comemorado em 15/03, o Akatu indica roteiro com 6 perguntas que orientam o consumo consciente no cotidiano

Arquivo

2012