A Revolução Industrial trouxe novas tecnologias para o nosso dia a dia. Historicamente, esses novos processos de fabricação e industrialização se desenvolveram rapidamente. Como resultado, estamos sujeitos aos impactos negativos ambientais destas tecnologias, incluindo o uso indevido e o uso exagerado de recursos naturais. Entretanto, as novas tecnologias também podem ser usadas a favor do meio ambiente, com objetivo de transformação social e de preservação dos recursos naturais.

O desafio atual é priorizar a construção de políticas sustentáveis ??com governança efetiva e também focadas na sustentabilidade global. A boa notícia é que existem novas tecnologias que podem ajudar os seres humanos a ajustar o delicado equilíbrio entre o desenvolvimento econômico dos países e a conservação da natureza.

As tecnologias ambientais, também conhecidas como tecnologias “verdes” ou “limpas”, surgem neste contexto. A abordagem envolve a aplicação da ciência ambiental ao desenvolvimento de novas tecnologias destinadas a proteger, monitorar ou reduzir os danos ao meio ambiente. A tecnologia ambiental traz uma série de soluções que visam contribuir para o equilíbrio do ecossistema de várias maneiras diferentes. Veja alguns dos impactos positivos da tecnologia limpa:

– Diminui as emissões de poluentes,
– Reduz o consumo de energia;
– Minimiza os impactos negativos de eliminação de resíduos;
– Viabiliza o alcance da ecoeficiência nas companhias;
– Facilita a construção de sistemas de gestão ambiental;
– Torna os processos de produção mais limpos.

Separamos abaixo alguns exemplos de tecnologias ambientais. Confira:

1) Energia solar: Hoje, temos uma variedade de opções de energias de fonte renovável, como a energia solar. Devido às suas propriedades abundantes e inesgotáveis, a energia solar é uma excelente alternativa para o fornecimento universal de eletricidade sustentável.

2) Produtos biodegradáveis: Sabemos que nossos hábitos fazem total diferença para o planeta. Evitar o desperdício e repensar na hora da compra são algumas das práticas alinhadas ao consumo consciente, ou seja, consumo com melhor impacto. Uma das tecnologias ambientais que vêm se destacando nessa linha é o desenvolvimento de produtos biodegradáveis. Portanto, uma das principais tecnologias de proteção ambiental é o desenvolvimento de produtos biodegradáveis. Por isso, muitas empresas já estão trabalhando sob a orientação dessa premissa. Por exemplo, uma startup indiana criou talheres veganos, comestíveis e totalmente biodegradáveis. Eles são feitos com arroz e com um investimento inicial de US$ 600.000, a empresa produziu mais de 2,25 milhões de colheres e garfos. Dessa forma, evita-se a geração de resíduos e o descarte de produtos de uso único.

3) Energia das marés: Ao contrário do vento ou do sol, as marés são mais previsíveis. Como exemplo, a cidade britânica de Swansea está planejando uma usina de energia maremotriz de 240 megawatts que poderia gerar mais de 400 gigawatts-hora por ano. Essa quantidade é suficiente para abastecer cerca de 121 mil famílias.

4) Tecnologia sustentável para aviação: Bicicletas, patinetes e veículos elétricos já estão em circulação em muitos países ao redor do mundo. Agora, a aviação elétrica está se consolidando. Ao explorar a "propulsão elétrica", o objetivo é eliminar as emissões poluentes das viagens aéreas e reduzir os custos de combustível para as grandes empresas.

As tecnologias ambientais têm apresentado inovações que diminuem, de fato, os impactos negativos no meio ambiente. E, além de minimizar a questão dos resíduos potencialmente poluentes, também alcançam a ecoeficiência por meio de sistemas de gestão ambiental, ou seja, produzindo com menos recursos. Em termos de ecoeficiência, essas ações permitem que os impactos ambientais negativos associados à produção de produtos e serviços sejam reduzidos, diminuindo o uso de recursos naturais.

Além do desenvolvimento de tecnologias ambientais, aprender a proteger o meio ambiente é um passo importante no combate aos impactos negativos, já que a ecoeficiência por si só não é suficiente. Precisamos fazer nossa parte nessa luta, tomando o máximo de ação possível. Para reverter essa situação, é preciso que governos, empresas e pessoas estejam empenhados. No caso das pessoas, é preciso buscar um estilo de vida mais sustentável, na medida do possível, que diminua os impactos negativos do seu consumo no meio ambiente e na sociedade, como administrar bem a compra de alimentos, de forma que nada acabe sobrando.

Referências

Um brasileiro consome de recursos naturais, na sua vida, 1 torre de 160 andares. Disponível em: https://akatu.org.br/dica/brasileiro-consumo-de-recursos-naturais/.

Tecnologia e sustentabilidade. Disponível em: https://blog.ingrammicro.com.br/tecnologia-e-sustentabilidade/tecnologia-ambiental/.

Ecoficiência: 6 exemplos que definem o conceito. Disponível em: https://www.fragmaq.com.br/blog/ecoeficiencia-6-exemplos-que-definem-o-conceito/

Publicado por Moderador edukatu
das Equipes Conhecendo o Edukatu

2 Comentários

Thumb_sq_foto_rosto_jessika

Jessika

Essas tecnologias digitais são meios de sobrevivência sustentável que precisam fazer parte integrante de nosso cotidiano.

1
1
15 dias

Thumb_sq_globo_edukatu_best

Moderador

Com certeza, Jessika!

0
1
12 dias

Filtre por conteúdo

Post em destaque

O passo-a-passo do consumidor consciente

No Dia do Consumidor, comemorado em 15/03, o Akatu indica roteiro com 6 perguntas que orientam o consumo consciente no cotidiano

Arquivo

2012