17
Dez/14

Avelina Pereira, conhecida como Nina por professores e alunos, é professora de ciências e biologia há 17 anos e sempre se colocou o desafio de levar para a sala de aula materiais que despertem a curiosidade de seus alunos pela disciplina, escolhida, por ela, principalmente pelo seu interesse na preservação do meio ambiente.

Com este mesmo objetivo, teve a iniciativa de criar, sete anos atrás, na E.E. (Escola Estadual) Edson Alves Pereira, em Montezuma (MG), um grupo para discutir questões que envolvessem o tema. Foi quando, com mais alguns professores, ela começou o projeto “Meio ambiente e sustentabilidade”.

“Casamos a ideia da sustentabilidade e do consumo consciente. Na época, nosso principal interesse era discutir a questão da escassez de água, porque nossa região passa por muitas dificuldades durante o verão”, afirma.

Quando conheceu o Edukatu, por meio de um e-mail enviado pela regional de ensino, começou a levar as atividades para a sala de aula. Acreditava que os materiais disponíveis traziam todo o conteúdo que ela já ensinava, mas, agora, com novas ideias, de forma interativa e lúdica e abordando questões atuais. “Com a ajuda dos planos de aula, que trazem muitas questões de uma forma muito próxima dos alunos, começamos a discutir como lidar com este consumo de água na região”, conta.

E mesmo enfrentando a dificuldade de recursos, com poucos computadores na escola, e também com a questão de nem todos os seus alunos, de 11 a 14 anos, terem acesso à internet, ela continuou utilizando os materiais da rede. Pediu autorização aos pais para criar e-mails e cadastrar os alunos, apresentou a plataforma e começou a marcar horários semanalmente para a utilização da sala de computadores.

Percebeu, então, que a plataforma também teve outro papel importante na sua escola: agora, a inclusão também era digital. “Quando comecei a usar a rede, nem todos tinham acesso. Aqui é uma zona rural e a grande maioria dos alunos não tem computador em casa.”

Nas atividades realizadas na sala de informática, ela conta que os professores estavam sempre de olho para que os alunos encontrassem conteúdos relevantes, confiáveis e atuais, mas quando eles estão usando o Edukatu, “posso deixar eles mais soltos, porque posso confiar no conteúdo que eles estão olhando.”

A professora conta ainda que este é também um dia bastante esperado por eles. “Quase impossível os alunos não se empolgarem com o Edukatu. Eles adoram navegar na internet. Adoram os jogos!”

Nesta época, o Edukatu já havia se transformado no principal recurso de seu projeto e aulas. Na última atividade, “pegamos algumas ideias do desafio 'De onde vêm as coisas?' e os alunos gostaram muito de falar sobre a questão do consumo. Começaram a trocar objetos entre eles, separar o lixo e não jogar mais nada no chão.”

A mudança também se estendeu para a comunidade, “os alunos começaram a distribuir sementes, ir para a rua e reaproveitar e reciclar materiais. Também foi o incentivo para começarem a mudar as coisas dentro de casa. Já que eles levam o que aprendem aqui para sua família, que também acaba aprendendo. Falam, agora, de economizar água e reutilizar papel. São práticas simples que podem mudar muita coisa.”

E para o ano que vem, Nina já começa a fazer planos. “Vamos colocar o Edukatu nos nossos planos anuais e agendar horários para a sala de informática. Continuarei trabalhando com este conteúdo. A rede tem todos os assuntos que eu já dava em sala, mas, agora, consigo ter mais informações e um material de confiança para levar para meus alunos.”

Publicado por Moderador edukatu
das Equipes Conhecendo o Edukatu

19 Comentários

16 comentários anteriores
Thumb_sq_default

Danielly

herg

2
2
quase 5 anos

Thumb_sq_default

LUAN

NAO

1
0
quase 5 anos

Thumb_sq_globo_edukatu_best

Moderador

Quer ensinar seus alunos sobre os 4Rs? Tem ideias de projetos para desenvolver em sua escola? Participe do Desafio Turma que Recicla, promovido pelo Edukatu, e concorra a prêmios para você e para sua escola! Veja o regulamento: http://bit.ly/2kp5ep2

0
0
quase 3 anos

Filtre por Conteudo!

Post em destaque

Artistas do Plástico

A embalagem do amaciante que acabou, um pote vazio de xampu, o frasco do detergente já usado... Lixo? Não é assim que os alunos da

Arquivo

2012