O desmatamento é a remoção deliberada e permanente da vegetação de uma área florestal. A perda de biodiversidade e a crise climática são exemplos de impactos negativos ambientais agravados por esse processo, devido à liberação de carbono armazenado nas árvores e dos efeitos da perda florestal sobre comunidades indígenas e populações locais.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a partir da utilização do sistema de satélite para monitorar o desmatamento na Amazônia (PRODES), é possível identificar, monitorar e coletar dados sobre o que ocorre na floresta. Uma vez por ano, esses dados são publicados. Em 1988, a menor taxa de desmatamento foi registrada na Amazônia Legal. Em 2009, também se registrou o menor índice em 21 anos, sendo 46% inferior ao monitoramento realizado no período anterior, de 2007 a 2008.

Já com relação aos dados de 2020, a Amazônia perdeu 10.476 km² de floresta entre agosto de 2020 e julho de 2021, apresentando o pior cenário dos últimos dez anos. Já em 2023, o desmatamento na floresta caiu 22,3% no intervalo entre agosto de 2022 e julho de 2023, se comparado com o período de medição anterior, que vai de agosto de 2021 a julho de 2022.

O desmatamento desempenha um papel significativo na degradação dos ecossistemas e é uma preocupação global de conservação. Combater o desmatamento é crucial para proteger a biodiversidade, mitigar as mudanças climáticas, manter os serviços ecossistêmicos e preservar culturas indígenas e tradicionais.

Vamos colaborar por meio de atitudes mais sustentáveis?

Todos podem colaborar para evitar o desmatamento no Brasil de várias maneiras, consumindo com melhor impacto e evitando excessos e desperdícios. Confira:

Evite o consumo excessivo de carne: A pecuária é uma das principais causas do desmatamento na Amazônia. Reduzir o consumo de carne ou optar por fontes mais sustentáveis, quando possível, pode ajudar a diminuir a pressão sobre as florestas.

Apoiar iniciativas de conservação: Contribuir voluntariamente para organizações que trabalham na preservação da floresta e na promoção de práticas sustentáveis.

Participação política: Exigir políticas públicas mais rigorosas de proteção ambiental e fazer escolhas conscientes em eleições, buscando votar em candidatos/as comprometidos com a conservação da natureza e o meio ambiente.

Influência positiva e ambiental: Divulgar informações, de fontes confiáveis, sobre os impactos negativos do desmatamento e promover a conscientização sobre a importância da preservação das florestas entre amigos, familiares e comunidade, sempre que possível. Se puder, promova espaços de debate e ação no seu bairro ou condomínio.

Consumo consciente na prática: Uma das opções é reutilizar e reciclar para diminuir a demanda por novos produtos, o que pode ajudar a reduzir a pressão sobre as florestas para fornecer recursos naturais.

Por fim, medidas de preservação, reflorestamento, restauração e políticas de uso sustentável da terra também são fundamentais para mitigar seus efeitos negativos. Mas não é só isso. Todos nós, ao adotar essas práticas mais sustentáveis no dia a dia, podemos contribuir significativamente para a proteção das florestas brasileiras e para a redução do desmatamento.

Para saber mais

CO2: o que é preciso saber sobre sua relação com a crise climática

Conservação da mata atlântica: vamos falar sobre isso?

Percurso: O que são ODS?

Podcast “As Árvores Somos Nozes” 82 – Decifrando os números do desmatamento

Plano de aula: O desmatamento e suas consequências

Vellozia - O curta

Referências

Redução do desmatamento da Amazônia em 2023 ajudou o Brasil a diminuir as emissões de gases do efeito estufa. Disponível em: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2023/11/23/reducao-do-desmatamento-da-amazonia-em-2023-ajudou-o-brasil-a-diminuir-as-emissoes-de-gases-do-efeito-estufa.ghtml.

Desmatamento da Amazônia diminui 22,3% e atinge menor nível desde 2019, mostra Inpe. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2023/11/09/desmatamento-da-amazonia-diminui-22-3-e-atinge-menor-nivel-desde-2019-mostra-inpe.

Desmatamento na Amazônia na temporada 2020/2021 é o maior dos últimos dez anos, diz Imazon. Disponível em: https://g1.globo.com/natureza/amazonia/noticia/2021/08/19/taxa-anual-de-desmatamento-na-amazonia-e-a-maior-do-ultimos-dez-anos-diz-imazon.ghtml.

Desmatamento da Amazônia dispara de novo em 2020. Disponível em: https://jornal.usp.br/ciencias/desmatamento-da-amazonia-dispara-de-novo-em-2020/.

23/04/2024

Publicado por Moderador edukatu
das Equipes Conhecendo o Edukatu

1 Comentário

Thumb_sq_default

manuella

MUITO IMPORTANTE

1
0
22 dias

Filtre por conteúdo

Post em destaque

O passo-a-passo do consumidor consciente

No Dia do Consumidor, comemorado em 15/03, o Akatu indica roteiro com 6 perguntas que orientam o consumo consciente no cotidiano

Arquivo

2012